OS ASPECTOS EMOCIONAIS ENVOLVIDOS NA DISLEXIA: UM ESTUDO DE CASO

  • Ananda Luiza Breitenbach
  • Bianca Giacomel Viero
  • Kelin Regina Piacentini
  • Paloma Stein

Resumo

A dislexia é um transtorno de aprendizagem que gera uma dificuldade importante na capacidade de ler e escrever. Normalmente o transtorno é diagnosticado na idade escolar e afeta um número maior de meninos do que de meninas. A dislexia não afeta somente a vida escolar do aluno, ela também costuma gerar um constrangimento significativo no mesmo, que busca esconder essa dificuldade dos colegas de aula. Esse aluno pode tornar-se extremamente tímido em sala de aula ou extremamente bagunceiro, com o intuito de mascarar seu problema. Além disso, as relações sociais dessa criança costumam ser comprometidas diante da frequentemente associação ao rótulo de néscio, que a dislexia costuma gerar. Para exemplificar e corroborar com a pesquisa teórica fez-se um estudo de caso, com um aluno cuja hipótese diagnóstica é dislexia e que é acompanhado por uma equipe psicopedagógica no Programa de Atendimento Psicopedagógico do Instituto Integrado de Saúde da Faculdade da Serra Gaúcha (PAP-IIS-FSG). Esse artigo foi produzido com o intuito de buscar saber quais os aspectos emocionais que envolvem esse transtorno, quais os reflexos deste nas relações sociais desta criança, qual o papel dos pais e professores na luta pela minimização dos efeitos da dislexia nesses alunos, e buscar alertar os mesmos para essas características, para que eles possam evitar futuras descriminações com seus filhos/alunos, e minimizar os casos de evasão escolar comum nos alunos que possuem transtornos de aprendizagem.

Biografia do Autor

Ananda Luiza Breitenbach
Bianca Giacomel Viero
Kelin Regina Piacentini
Paloma Stein
Publicado
2015-03-27