A DAMA DOURADA À LUZ DA ARBITRAGEM INTERNACIONAL

  • Suelen de Camargo Xavier Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Kathsuele Cargnino
  • Fernanda Sartor Meinero

Resumo

A cinebiografia “A Dama Dourada” relata a história de Maria, judia austríaca sobrevivente dos ataques nazistas da Segunda Guerra Mundial. Durante os ataques, a casa de Maria foi invadida e a famosa pintura de Adele Bloch - Bauer, tia de Maria, foi “confiscada”. Através da arbitragem, utilizada entre ela e o governo austríaco, Maria consegue recuperar o quadro de sua tia. Com isso, o objetivo do presente estudo é mostrar como funciona a arbitragem internacional. Pode-se dizer que este método é mais célere do que a judicialização do conflito, facilitando os casos que tem elementos de estranheidade.

Publicado
2018-06-26
Seção
Grupo de Trabalho 2: Mídia, Privacidade e Direitos Humanos