A VULNERABILIDADE SOCIAL E SUAS CONSEQUENCIAS PSICOLÓGICAS NO ABANDONO DE CRIANÇAS EM ABRIGOS

  • Bruna Hertzog Bridi Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Eloisa Leonardi Pereira Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • João Luís Almeida Weber Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG

Resumo

A vulnerabilidade social de crianças e adolescentes que vivem em abrigos desde seu nascimento ou após o abandono da família, pode vir a se tornar algo extremamente confuso e traumático para seu entendimento. Algumas das razões pelas quais elas vão parar em casas de acolhimento são os conflitos familiares, abandono dos pais por não ter condições financeiras, abuso sexual, dentre outras diversas situações, causando então, essa falta de suporte emocional e carinho, gerando tristeza e desesperança.
Publicado
2018-06-26
Seção
Grupo de Trabalho 4: Saúde e Direitos Humanos na Era das Vulnerabilidades Sociais