IMPACTO DAS CONDIÇÕES SANITÁRIAS NO DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS

  • Júlia Bleil Centro Universitário da Serra Gaúcha
  • Queli Defaveri Varela Cabanellos

Resumo

Dados epidemiológicos deixam claro como a organização da sociedade segue influenciando diretamente na saúde e no bem-estar dos indivíduos, principalmente no tocante as condições sanitárias e na salubridade do ambiente habitado. Relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS) estimam que o saneamento inadequado cause 432.000 mortes diarreicas anualmente, favorecendo ainda o aparecimento de doenças tropicais negligenciadas, como verminoses intestinais, esquistossomose e tracoma, também contribuindo para a desnutrição. Visto que ainda são falhas as medidas ambientais e sociais tomadas por entidades a frente da população, carecendo do apoio dos líderes de países que convivem com doenças associadas à falta de condições ambientais que assegurem o bem-estar da população, o objetivo do presente estudo foi verificar a associação entre as condições sanitárias e o desenvolvimento de doenças, bem como o acesso à saúde e demais desigualdades socioeconômicas.

Publicado
2020-12-11
Seção
GT1 (2020): Relação entre Epidemiologia de Doenças e Meio Ambiente