CIBERATIVISMO TRANSNACIONAL FEMINISTA

O CASO #NIUNAMENOS

  • Karina Godinho Poloni

Resumo

Este trabalho almeja demonstrar a força dos movimentos sociais ciberativistas femininos e analisá-los como uma tendência global. Eles compõem novas formas de associativismo que desempenham um papel cada vez mais relevante, através do que se conhece como ciberativismo. No contexto das lutas políticas contemporâneas, enfatiza-se mais profunda e especificamente o fenômeno argentino que uniu os elementos do feminismo transnacional e irradiou sua influência mundialmente: o #NiUnaMenos. De maneira que neste ambiente virtual há debates, trocas, organizações e mobilização, que repercutem dentro e fora das redes sociais, bem como para além das fronteiras nacionais. Assim, neste trabalho nos indagamos como os movimentos feministas do século XXI, por meio do ciberativismo, podem agregar a agenda de Direitos Humanos.

Publicado
2020-12-11