PRÁTICAS INTERCULTURAIS INDÍGENAS NO ENSINO SUPERIOR

VESTIBULAR DOS POVOS INDÍGENAS - FACULDADE DO CENTRO MARANHENSE, BARRA DO CORDA-MA

  • Maires Souza dos Anjos
  • Síria Emerenciana Nepomuceno Borges
  • Raquel Conceição Guajajara Pereira
  • Rosária Silva Ribeiro

Resumo

Apresenta a efetivação de práticas interculturais no ensino superior através do projeto Vestibular dos Povos Indígenas, implementado pela Faculdade do Centro Maranhense (FCMA), como possibilidade de enfrentamento ao discurso eurocêntrico, derivado da colonialidade e gerador da exclusão educacional dos povos indígenas no Brasil (SOUSA; PAIM, 2019). O projeto espacialmente abrange a Mesorregião Centro Maranhense, que abriga as etnias Guajajara e Canela. Com maior proximidade sociocultural e geográfica de Barra do Corda estão os Guajajara/Tenetehara, com população estimada de 3000 indígenas (FUNAI). Contudo, essa proximidade é acompanhada por relações interculturais ambivalentes, com histórico de conflitos e desrespeito à cultura indígena (SARMENTO, 2018). Nessa perspectiva, a proposta do projeto visa a inserção da interculturalidade no âmbito acadêmico como forma de amplificar as relações étnico-culturais que prezem pelo respeito e valorização do outro.

Publicado
2020-12-11