DOR LOMBAR

PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS EM MULHERES PERTENCENTES AOS CLUBES DE MÃES DA CIDADE DE CAXIAS DO SUL, RS

  • Bruna Sales Sikelero
  • Lidiane Barazzetti
  • William Dhein

Resumo

Introdução: As mulheres apresentam maior prevalência da cronicidade e limitações de atividades de vida diária por dor lombar, quando comparadas aos homens. Mesmo assim, são mais participativas em atividade sociais e possuem um melhor entendimento sobre as condições de saúde. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de dor lombar em mulheres participantes de clubes de mães da cidade de Caxias do Sul, RS, e seus possíveis fatores associados. Metodologia: Estudo analítico observacional transversal, onde a amostra foi constituída por mulheres, participantes ativas, de grupos de mães da zona urbana da cidade de Caxias do Sul – RS. Resultados: A variável desfecho dor lombar, apresentou uma prevalência geral de 37,5%. Foi encontrada uma associação estatisticamente significativa, entre a renda familiar e a dor lombar, onde mulheres com renda familiar acima de 5 salários-mínimos, apresentaram uma prevalência menor de dor lombar, quando comparadas com aquelas de renda inferior. E entre estado de ânimo depressivo e dor lombar, onde mulheres com estado de ânimo depressivo severo e muito severo apresentaram prevalências mais elevadas de dor lombar. Outros desfechos encontrados também foram relevantes mesmo não havendo significância estatística: o aumento da idade, nível de escolaridade, auto-estima, sono, estado civil, e o hábito de fumar. Discussão: As variáveis associadas a dor lombar podem ser a causa ou a consequência dessa disfunção, sendo que fatores como as alterações hormonais, horas de trabalho, alterações fisiológicas do climatério podem estar envolvidas nesta relação, além da importância de fatores sociais e econômicos. Conclusão: Os achados deste estudo revelaram uma alta prevalência de dor lombar na população de amostra, com marcante associação dos fatores de estado de ânimo depressivo e renda familiar, sendo está uma condição de saúde multifatorial.

Palavras-chave: saúde da mulher, dor lombar, prevalência.

Publicado
2020-07-10