ALGUNS TÊM, OUTROS NÃO? ANALISANDO A PERCEPÇÃO DOS COLABORADORES DE UMA INDÚSTRIA DO SETOR METAL MECÂNICO SOBRE OS PROCESSOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

  • Jennifer Macarello Faculdade da Serra Gaúcha
  • Lucas Charão Brito Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Fábio Teodoro Tolfo Ribas Faculdade da Serra Gaúcha (FSG)
  • Luis Felipe Dias Lopes Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Damiana Machado de Almeida Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Palavras-chave: Treinamento. Desenvolvimento. Percepção. Colaboradores.

Resumo

Neste artigo é apresentado um estudo qualitativo, que teve como objetivo analisar a percepção dos colaboradores de uma indústria do setor metal mecânico verso ao processo de treinamento e desenvolvimento (T&D). A metodologia utilizada é de caráter exploratório e do tipo estudo de caso, sendo empregada como ferramenta para levantamento de dados a entrevista em profundidade aplicada à 12 (doze) técnicos de manutenção, dos cargos eletroeletrônicos e mecânicos, juntamente com a técnica de observação. A partir dos dados coletados, pôde-se conhecer a percepção dos colaboradores sobre o processo de T&D da área, verificando que o processo é realizado, porém sem nenhuma formalização ou constituição de um plano de treinamento.

Biografia do Autor

Lucas Charão Brito, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Graduado em Administração pela FDA; Especialista em Gestão de Pessoas e Marketing pela UNIFRA; e, Mestrando em Engenharia de Produção pela UFSM.
Fábio Teodoro Tolfo Ribas, Faculdade da Serra Gaúcha (FSG)
Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Pós Graduado em Administração de Recursos Humanos com Concentração em Gestão de Pessoas pela Universidade do Contestado (UNC) e Graduado em Administração de Empresas pela Universidade de Cruz Alta (Unicruz). Atualmente professor na Faculdade da Serra Gaucha (FSG) nos cursos de Graduação e Pós Graduação e Delegado do Conselho Regional de Administração de Caxias do Sul.
Luis Felipe Dias Lopes, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Graduado em Matemática pela Faculdade Imaculada Conceição (1988), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Maria (1994) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001). Atualmente é Professor Associado 2 da Universidade Federal de Santa Maria. 
Damiana Machado de Almeida, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Mestranda em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Especialista (MBA) em Gestão de Negócios e em Educação Infantil pela UNIFRA, graduada em Educação Especial pela UFSM. Atualmente é acadêmica do curso de Administração na Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES).
Publicado
2013-12-16
Seção
Artigos