AVALIAÇÃO DA PRONTIDÃO TECNOLÓGICA ENTRE USUÁRIOS E NÃO USUÁRIOS DE TABLETS NO PÚBLICO ACADÊMICO DA FACULDADE DA SERRA GAÚCHA

  • Diogo Fernando Hoffmann
Palavras-chave: Prontidão à tecnologia (TRI). Tablet. Comportamento do consumidor

Resumo

Este estudo tem como objetivo avaliar a prontidão para tecnologia dos acadêmicos da Faculdade da Serra Gaúcha na compra de tablets. Foram investigados trezentos e cinquenta e sete indivíduos a partir do Índice de Prontidão para Tecnologia (Technology Readiness Index, ou TRI), de Parasuraman (2000) e Parasuraman e Colby (2002), visando a entender suas motivações e crenças em relação à tecnologia. Procurou-se averiguar se havia diferença na predisposição a consumir produtos de alta tecnologia entre as pessoas que já possuem o tablet, os que pretendem adquirir e os que não pretendem adquirir. Com uma pesquisa descritiva quantitativa, revela-se mediante os dados analisados que existem diferenças significativas de comportamento entre estes grupos na aquisição de produtos de alta tecnologia. Diante desses dados, o profissional de marketing pode definir estratégias claras e objetivas para atingir seu público-alvo. Em vista disso, fica evidente que o uso ferramentas como o TRI é de extrema importância para a pesquisa de marketing quando se está abordando uma análise de mercado que envolve produtos ou serviços de alta tecnologia.