PRODUÇÃO MAIS LIMPA: UM COMPARATIVO ENTRE OS PROCESSOS DE JATO DE ESCÓRIA DE COBRE E JATO DE GRANALHA DE AÇO

  • Almiro Corrêa Faculdade da Serra Gaúcha - FSG
  • Gabriel Grillo
  • Evandro José Krewer

Resumo

O objetivo deste estudo é comparar duas empresas do setor metalmecânico da Serra Gaúcha quanto aos diferentes métodos de jateamento utilizados em relação à produção mais limpa. Trata-se de um estudo de caso, uma pesquisa de abordagem qualitativa e descritiva de natureza observacional. A amostra do estudo foram duas empresas atuantes no setor metalmecânico que trabalham com jateamento abrasivo. A coleta de dados foi feita a partir de registros fotográficos e de anotações sobre os processos das empresas, e um questionário com questões abertas elaboradas pelos autores do estudo. A partir dos dados coletados foi possível analisar que os colaboradores das empresas estudadas apresentam uma falta de familiaridade com o método de produção mais limpa. Observou-se que o processo de jateamento com escória de cobre é em parte deficitário por sua necessidade de reposição constante e o não reaproveitamento da matéria-prima, e ambas as empresas têm custos adicionais com o descarte dos resíduos. O comparativo entre o processo atual e o processo de jato de granalha encontra-se à frente em relação às políticas e práticas da produção mais limpa e traz a possibilidade de implantação dessa prática no processo produtivo com o levantamento das questões ambientais, socioculturais e de adequação para a perpetuação do negócio.
Publicado
2018-08-09