AVALIAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO NEUROPSICOMOTOR EM LACTENTES DE 0 A 18 MESES EM ESCOLAS DE EDUCAÇÃO INFANTIL

MASCHIO L. B., BERNARDI F. R., NICOLINI-PANISSON R. D.

Resumo


O conceito chave do desenvolvimento motor é a contínua alteração no comportamento motor ao longo da vida, proporcionado pela interação entre as necessidades da tarefa, a biologia do indivíduo e as condições do ambiente. Objetivo: Verificar a associação de fatores sócio-demográficos, clínicos e ambientais com o desenvolvimento neuropsicomotor de lactentes de 0 a 18 meses. Métodos: Trata-se de um estudo epidemiológico analítico observacional transversal que foi realizado em lactentes na faixa etária de 0 a 18 meses. Os critérios de inclusão foram lactentes entre 0 a 18 meses, de ambos os sexos e que frequentavam, durante qualquer período, escolas de educação infantil particulares. Foram excluídos indivíduos que: possuíam algum tipo de patologia cardíaca ou neurológica, lesões osteomioarticulares e cujos pais não responderam de forma completa o questionário Affordance in the Home Environment Motor Development (AHEMD). Foram utilizados os seguintes instrumentos: Alberta Infant Motor Scale (AIMS), para avaliação de desenvolvimento motor; um questionário sobre as oportunidades de estímulo do ambiente chamado AHEMD e o Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB), para a avaliação socioeconômica. Esta pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em pesquisa - Faculdade da Serra Gaúcha pelo parecer número 1.875.077 e os responsáveis consentiram a participação. Para fins estatísticos, a normalidade dos dados contínuos foi testada pelo teste de Shapiro-Wilk. Utilizou-se o teste de correlação de Spearman para avaliar a relação entre as variáveis contínuas (AIMS, peso ao nascimento, idade gestacional, adultos na residência, crianças na residência, AHEMD total e classe econômica). Além disso, as associações entre os dados categóricos foram realizadas através do teste de qui-quadrado de Pearson ou pelo teste exato de Fisher. Utilizou-se o programa SPSS versão 18,0 e considerou-se significância estatística quando p≤ 0,05. Resultados: Vinte lactentes de 11 escolas de educação infantil participaram do estudo. Houve maior prevalência de suspeita de atraso (%) e atraso (%) do que desenvolvimento normal entre os lactentes estudados. Observou-se correlação inversa (r=, p=) entre crianças no domicílio e desenvolvimento motor. E não houve relação entre classe econômica e oportunidades de estímulos e o desenvolvimento motor. Conclusões: Apenas o fator ambiental, especificamente o número de crianças no domicílio correlacionou-se com o desenvolvimento de lactentes em escolas de educação infantil particulares. Ainda, houve uma maior prevalência de suspeita e atraso entre os lactentes. A partir desses resultados percebe-se a importância da atenção voltada para o desenvolvimento motor de lactentes na fase inicial de vida.


Palavras-chave


Desenvolvimento Infantil, Criança, Saúde Pública, Ambiente

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.