INTERVENÇÃO EM HABILIDADES MOTORAS MELHORA A CAPACIDADE COGNITIVA DE PREESCOLARES EM VULNERABILIDADE SOCIAL

SASSI J. M., EDWARDS M., JOHNSON J., RUDISILL M., WADSWORTH D., PANGELINAN M.

Resumo


Pobreza e negligência são associadas a deficits em habilidades cognitivas, aprendizagem e performance acadêmica, enquanto habilidades motoras são associadas a melhorias na cognição. Até o momento, grande parte dos estudos referentes a habilidades motoras examinaram o impacto deste tipo de intervenção em variáveis motoras e físicas, como composição corporal e fitness. Desta forma, neste estudo, o objetivo foi o de analisar o impacto de uma intervenção de habilidades motoras nas funções cognitivas de preescolares em situação de risco. Objetivo: O objetivo especifico deste estudo foi o de investigar os efeitos de uma intervenção em habilidades motoras na função executiva. Metodologia: Setenta e cinco crianças com idade entre 3 e 6 anos pertencentes a uma escola pública foram divididas em quatro grupos: 1) instrução de habilidades motoras; 2) promoção de atividade física e fitness; 3) combinação entre as duas, 4) grupo controle. A intervenção se desenvolveu em oito semanas e o período de testagens foi realizado antes e após a intervenção. Para avaliação das funções executivas foi utilizado o Flanker test, pertencente ao “NIH Toolbox”, que avalia funções cognitivas. Para avaliar as habilidades de locomoção e de controle de objetos foi utilizado o Test of Gross Motor Development (TGMD). E por fim, para avaliar a percepção de competência física, foi utilizada a Pictorial Scale of Perceived Competence and Social Acceptance scale (PSPCSA). Resultados: Para as funções executivas, ANCOVAs foram conduzidas para examinar as diferenças nos resultados pré e pós intervenção nos quatro grupos. Foi possível verificar que os escores da pré-intervenção foram preditores estatisticamente significativos dos resultados pós-intervenção. Encontrou-se, também, uma interação significativa entre grupo e pré/pós escores, onde o grupo “de instruções em habilidades motoras” mostrou melhora significativa no teste cognitivo (Flanker). Conclusão: Os resultados sugerem que a internvenção com o foco no desenvolvimento de habilidades motoras resultam em melhoras na cognição em população em situação de risco.

 


Palavras-chave


Pré-escolares; Funções cognitivas; Habilidades motoras

Apontamentos

  • Não há apontamentos.