PERFIL DE IMC E ATIVIDADE FISICA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE CAXIAS DO SUL - RS

SOARES P., ZACARON D.

Resumo


A composição corporal, o perfil nutricional e o nível de atividade física são variáveis que estão relacionadas aos aspectos ligados à saúde. Considerada um importante componente da aptidão física, a composição corporal está relacionada aos níveis de gordura e de massa magra corporal, e a atividade física está relacionada à saúde, como medida de prevenção a doenças e as modificações com relação aos parâmetros da composição corporal. Objetivo: Investigar o perfil de composição corporal através do índice de massa corporal (IMC) e o nível de atividade física (NAF) de escolares de Caxias do Sul - RS. Métodos: Trata-se de um estudo transversal onde participaram 240 crianças e adolescentes com idade entre 7 e 14 anos de ambos os sexos, sendo 113 meninos e 127 meninas, regularmente matriculados na rede municipal de ensino de Caxias do Sul - RS. Como instrumento de avaliação foi utilizado, para investigar o nível de atividade física, o questionário Physical Activity Questionaire for Older Children (PAQ-C) e, para avaliar o índice de massa corporal (IMC), medidas antropométricas de peso e estatura. Resultados: As meninas apresentaram percentuais superiores de obesidade, em relação ao meninos, nas idades de 07 (22,2%), 09 (23,3%) e 11 (18,8%) anos de idade. Já os meninos apresentaram percentuais de obesos superior às meninas nas idades de 08 (25%), 10 (19,4%), 12 (16,7%), 13 (14,4%) e 14 (12,5%) anos. Em relação ao nível de atividade física as meninas apresentaram frequência percentual de sedentarismo maior que os meninos em quase todas as idades. Sendo aos 07 (83,3%), 08 (90%), 10 (85,7%), 11 (75%), 12 (92%) e aos 14 anos (100%). Os meninos apresentaram frequência superior aos 09 (83,3%) e aos 13 (87,5%). Conclusão: Considerando os perfis de IMC e níveis de atividade física percebemos que existe um desequilíbrio entre meninos e meninas. O IMC é mais alto entre as meninas e o nível de atividade física é maior entre os meninos. Essa combinação promove um perfil aonde a inatividade física pode gerar altos índices de IMC. E esses resultados podem ser decorrentes de uma combinação de fatores como, uma maior ingestão calórica, inatividade física e também de questões culturais e comportamentais, se caracterizando assim, crianças e adolescentes mais sedentários e menos ativos com a progressão da idade.


Palavras-chave


Índice de Massa Corporal; Nível de Atividade Física; Crescimento Físico

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.