O CÂNCER DE MAMA E OS FATORES DE RISCO: UMA REVISÃO DA LITERATURA

  • Davilyn Conte Centro Universitário da Serra Gaúcha FSG
  • Karen Bazzo Goulart

Resumo

INTRODUÇÃO: Dentre os diferentes tipos de câncer, o câncer de mama representa hoje um grave problema de saúde pública. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: É o segundo câncer mais acometido no mundo e sem dúvida e o primeiro afetar a população feminina. Este câncer apresenta altas taxas de mortalidade, no Brasil estas taxas de mortalidade aumentaram nas ultimas décadas, passando de 9,99\ 100.000 no ano de 1987 e para 11,6\ 100.000 mulheres em 2007.  O Instituto Nacional do Câncer  (INCA)  estima que  nos anos de 2016\2017 sejam diagnosticados 57.960 novos casos de câncer de mama  no Brasil, com risco estimado de 56,20 casos a cada 100 mil mulheres. O câncer de mama, vêm sendo estudado  a respeito da grande quantidade de pesquisas já encaminhadas sobre a patologia, a etiologia ainda não está totalmente esclarecida, sendo assim a mesma é atribuída a uma interação aos fatores de risco que de certa forma são considerados determinantes no desenvolvimento da doença. O objetivo deste trabalho será revisar os fatores de risco associados ao câncer de mama, que afetam tantas mulheres no Brasil e no mundo. MATERIAL E MÉTODOS: A metodologia baseia-se em uma revisão bibliográfica referente á dados em artigos publicados e a dados epidemiológicos. Foram consultados os bancos de dados do site da Scielo, e as  revistas cientificas  com os seguintes descritores: “fatores de risco” e “câncer de mama”. Foram selecionados artigos publicados no período de 2001 á 2016. RESULTADOS: Os fatores com maior associação ao Câncer de Mama são: a idade, menopausa, a menarca, a primeira é a ultima gestação, o histórico familiar, os hormônios, e o uso contraceptivos, estes fatores sim serão irreversíveis em relação ao câncer. O fator de amamentação, alcoolismo, tabagismo, exposição a agrotóxicos, radiações ionizantes também são fatores de risco para este câncer, porem alguns autores afirmar não ter nenhuma correlação, assim ocasionando uma divergência da literatura. CONCLUSÃO: Esta neoplasia pode ser de fácil prevenção pois inúmeras campanhas e ações educativas são preconizadas em âmbito nacional e internacional.

 

Biografia do Autor

Davilyn Conte, Centro Universitário da Serra Gaúcha FSG
Área da Saúde
Publicado
2017-10-27