COMPARAÇÃO DE DIFERENTES TECNICAS PARA DETECÇÃO DOS LINFONODOS SENTINELA

  • Juliano Spies
  • Elias Hoffmann

Resumo

INTRODUÇÃO: Linfonodo sentinela é o primeiro gânglio linfático a receber células malignas oriundas de um tumor canceroso primário através da circulação linfática. Ele constitui a primeira barreira defensiva do organismo contra disseminação de metástases e só depois dele outros linfonodos são afetados.  Entretanto pode acontecer de alguns linfonodos não flanquearem encapsulando defensivamente estas células metastáticas dissipando e alojando-se em órgãos distantes. As condições em que o linfonodo sentinela é encontrado indicam, o estado em que se encontram os outros linfonodos da região (axilar, inguinal etc.).  Mesmo um resultado negativo para mestátases em linfodos secundários não exclui a possibilidade de metástases posteriores, embora isso seja mais raro. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão da literatura, de 1894 a 2016.Para embasar o estudo e análise de revisão bibliográfica como: PUBMED, Medline, Scielo, INCA.  OBJETIVO: Comparar as técnicas de linfocintilografia e azul patente, com o esvaziamento axilar justificando a melhor utilização do procedimento para o paciente. RESULTADOS: o estudo mostrou que a melhor técnica a ser utilizada é Linfocintilografia com detecção intra-operatória. Portanto a utilização em conjunto das duas técnicas Linfocintilografia e Azul Patente ao contrário da literatura mostrou-se um prognóstico desvantajoso comparado a utilização da Linfocintilografia somente. DISCUSSÃO: Visto que o esvaziamento axilar é um procedimento muito agressivo, fazendo com que o paciente fique suscetível a infecções, perda de movimento entre outras, ainda é muito utilizado na pratica clínica. No entanto, os estudos mostram que existem vantagens em outras técnicas como a linfocinatilografia em conjunto com a detecção intra-operatória trazem um grande benefício para o paciente de forma que mais de 40% dos casos os pacientes têm um edema considerável no membro com perda de movimento e não é possível acesso no mesmo por bloqueio axilar, isso faz com que a retirada de um só linfonodo, faça a cadeia linfática continuar com sua função normal, tendo uma porcentagem maior de 90% de acurácia. CONCLUSÃO: Com este estudo pode-se afirmar que as vantagens da linfocinatilografia em conjunto com a detecção intra-operatoria trazem um grande benefício para o paciente de forma que mais de 40% dos casos os pacientes têm um edema considerável no membro com perda de movimento e não é possível acesso no mesmo por bloqueio axilar, isso faz com que a retirada de somente um linfonodo, faça a cadeia linfática continuar com sua função normal, tendo uma porcentagem maior de 90% de acurácia em tumores T1, T2, T3, T4, agregando no seu tratamento, com um bom direcionamento em seu estadiamento. 

Publicado
2017-10-27