UMA ANÁLISE SEMIÓTICA DAS ILUSTRAÇÕES DAS CAPAS DE O PEQUENO PRÍNCIPE, DE ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY

  • Emanuele Mendonça de Freitas Universidade de Caxias do Sul
  • Márcio Miranda Alves Universidade de Caxias do Sul

Resumo

O presente trabalho analisa as ilustrações de cinco capas da obra ficcional O Pequeno Príncipe, publicada em 1943. A publicação faz parte da produção literária de Antoine de Saint-Exupéry, que era conhecido como o "poeta da aviação" por abordar nos livros as suas experiências como piloto.

O Pequeno Príncipe é uma de suas publicações mais conhecidas, cuja ficção se mescla com a história de vida do escritor. Em alguns países, a capa do livro é composta por aquarelas desenhadas por Saint-Exupéry. Em outros lugares, no entanto, as ilustrações foram adaptadas. Nesse contexto, busca-se compreender o significado dessas imagens com base na semiótica, utilizando como aporte teórico Umberto Eco e Edgar Roberto Kirchof.

Biografia do Autor

Emanuele Mendonça de Freitas, Universidade de Caxias do Sul
Bolsista Prosup/CAPES do Programa de Pós-Graduação em Letras e Cultura da Universidade de Caxias do Sul.
Márcio Miranda Alves, Universidade de Caxias do Sul
Doutor em Letras pela USP. Professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Letras, Cultura e Regionalidade da Universidade de Caxias do Sul (UCS).
Publicado
2017-10-27