LENTES DE CONTATO DENTAL COM FINALIDADE DE RESTABELECIMENTO FUNCIONAL: RELATO DE CASO CLÍNICO

  • Greice Brisotto Centro Universitário da Serra Gaúcha
  • Ilda Alberx Chaves Freitas

Resumo

 

INTRODUÇÃO/FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: Um sorriso harmônico e prefeito é a maior busca dos pacientes. Pois, em suas concepções, tal fato é importante tanto para sua autoestima, como para meios funcionais. Para um sorriso ser considerado bem-proporcionado  e atrativo, são avaliados inúmeros fatores, como posição e curvatura dos lábios, relação dos dentes superiores com o lábio inferior, contorno gengival, posição, forma, cor e simetria dos dentes. MEEREIS et al. (2016).  Atualmente a Odontologia possibilita reabilitações minimamente invasivas, como tratamentos restauradores que viabilizam alcançar resultados estéticos excelentes. Porém, algumas vezes os pacientes apresentam problemas que vão além da estética, como, por exemplo, atividades parafuncionais.  O bruxismo tem sido definido como uma atividade parafuncional do sistema mastigatório, que inclui apertar ou ranger os dentes em um estado subconsciente. O esmalte dentário, apesar de ser o tecido mais duro do organismo, sofre perdas irreversíveis da sua estrutura mineral. Reabilitar esse paciente se torna um grande desafio, devido as forças oclusais diretamente na restauração. PINHEIRO et al. (2011). Por isso, o uso de laminados cerâmicos tornou-se uma alternativa atrativa para o profissional/paciente devido, principalmente, a sua longevidade. A busca por restaurações com maior resistência mecânica e propriedades ópticas que mimetizam as estruturas dentárias leva ao constante desenvolvimento de novos sistemas cerâmicos. Atualmente, as cerâmicas reforçadas com dissilicato de lítio apresentam uma matriz vítrea na qual os cristais estão dispersos de forma entrelaçada, dificultando a propagação de trincas no seu interior. DURÃO et al. (2015). E para que possamos alcançar sucesso com o tratamento é preciso saber indicar o tratamento adequado para os diferentes tipos de pacientes, visto que, nem todos estão aptos ao uso de laminados cerâmicos, e em especial as “lentes de contato dentais”. FIGUEIREDO et al. (2012). Tendo em vista o exposto acima, o objetivo desse estudo será avaliar se a harmonização do sorriso pode ser realizada através de procedimentos com lentes de contato dental com mínimo desgaste para fins funcionais, apresentar os laminados dentais como uma alternativa conservadora para dentes anteriores, mostrar a importância de um correto diagnóstico e planejamento para sucesso no tratamento estético e funcional e demonstrar como a técnica de preparo e cimentação pode auxiliar no uso de laminados dentais. MATERIAL E MÉTODOS: O presente estudo será realizado em forma de um relato de caso e foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Centro Universitário da Serra Gaúcha sob o parecer de número 2.233.573. Para a realização do caso, o paciente selecionado será bruxômano, insatisfeito com o seu sorriso. Serão realizados exames clínicos e radiográficos avaliando a real necessidade do paciente, após um correto planejamento de lentes de contato dentais através de enceramento diagnóstico e fotografias conforme as reais necessidades e limitações do paciente e pós-tratamento com proservação do caso com uso de placa mio-relaxante.

 
Publicado
2017-10-27