A CASTRAÇÃO DE PEQUENOS ANIMAIS COMO FATOR BENÉFICO PARA A SAÚDE PÚBLICA

  • Bianca Arse Vinholes Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Karina Martini Comin Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Nicole Lanzarin Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Claudia Lautert

Resumo

A castração é o método mais seguro para evitar crias indesejadas e a proliferação de doenças provenientes, incluindo zoonoses. Os animais errantes são a principal fonte de doenças, já que não possuem nenhum cuidado veterinário. O número de animais de rua é alarmante e isso se deve à capacidade de cães e gatos se proliferarem em um tempo muito curto. A responsabilidade social do tutor de animais que sejam adotados, resgatados ou comprados, é de extrema importância. O conhecimento da população em relação a castração na saúde pública foi avaliado como um nível médio, sendo que o ponto principal para a escolha da castração pelos tutores é evitar crias indesejadas. Contudo, devemos considerar que o processo de esterilização, além da prevenção de doenças com vacinas, auxilia a evitar possíveis zoonoses que acometem, também, a população humana.

Publicado
2018-12-27