SURTO DE CINOMOSE EM ABRIGO MUNICIPAL EM FARROUPILHA-RS - RELATO DE CASO

  • Aline Ditadi do Amaral FSG
  • Mayara Borges Antunes
  • Claudia Lautert

Resumo

A Canine Distemper Vírus (CDV) ou cinomose, como é conhecida no Brasil, é uma doença infectocontagiosa. A sua transmissão é exclusiva entre cães e ocorre principalmente através do trato respiratório. A infecção pelo vírus da cinomose pode apresentar-se sob as formas sistêmica e neurológica. O diagnóstico deste vírus ainda é, por muitas vezes, incerto ou baseado em fatores clínicos, tornando-se um desafio para o médico veterinário. O objetivo do presente estudo foi o diagnóstico da cinomose em um surto ocorrido em cães de um abrigo municipal de Farroupilha-RS, acompanhando sua progressão clínica. As coletas das amostras de material sanguíneo ocorreram no Centro de Amparo Animal. Dos oito cães analisados para cinomose, seis apresentaram leucograma alterado, três apresentaram um aumento do número de monócitos, em dois dos cães encontrou-se alteração de eosinófilos e um deles apresentou linfopenia. Na avaliação das lâminas de esfregaço sanguíneo, visualizou-se a presença de corpúsculos de Lentz em neutrófilos e eosinófilos de quatro cães. Nos outros quatro animais não foi relatado a inclusão do corpúsculo, o que não pode ser motivo para descartar a presença do vírus da cinomose no organismo destes cães. Percebe-se que os sinais clínicos que são observados por meio de uma avaliação de um médico veterinário, podem ser significativos no diagnóstico precoce da infecção pelo vírus da cinomose canina. Com os cuidados necessários e um diagnóstico rápido e eficaz da infecção, é possível minimizar os danos e conferir uma boa qualidade de vida aos cães acometidos pela cinomose

Biografia do Autor

Aline Ditadi do Amaral, FSG
Área 1: Saúde (Agroveterinária)
Publicado
2018-12-28
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Artigo Completo