INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO E RESISTÊNCIA BACTERIANA EM MULHERES BRASILEIRAS DE 18 A 60 ANOS DE IDADE: UMA REVISÃO DA LITERATURA

  • Danielly Panozzo Toigo Centro Universitário da Serra Gaúcha
  • Daiane Pagnussat Centro Universitário da Serra Gaúcha
  • Lidiane Barazzetti Centro Universitário da Serra Gaúcha

Resumo

Objetivo: realizar uma revisão sistemática da literatura sobre infecções do trato urinário e resistência bacteriana na população feminina adulta, de 18 a 60 anos de idade. Métodos: foram pesquisadas na base de dados ScieLO e Mendeley, incluindo artigos originais sobre o tema. Foram consideradas características gerais dos estudos e a prevalência de infecções do trato urinário (ITU) e resistência bacteriana em mulheres de 18 a 60 anos, entre os anos de 2008 e 2018, no Brasil. Resultados: dos 49 estudos encontrados, apenas 07 atendem aos critérios de inclusão. A prevalência das ITUs variou de 59,7% a 99% entre os estudos. Conclusão: a presença de patógenos resistentes aos antimicrobianos mostrou números altos no público estudado, sendo decorrentes de fatores associados à anatomia do sistema urinário feminino e ao uso e prescrição incorretos desses medicamentos. Em comparação com estudos internacionais e nacionais de outros anos, pode ser observada a mudança do perfil de resistência e a alta abrangência de novas espécies resistentes.

Publicado
2018-12-28