PREVALÊNCIA DE DESNUTRIÇÃO INTRA HOSPITALAR EM UM HOSPITAL DA SERRA GAÚCHA.

  • Joana Zanotti FSG Centro Universitário
  • Elaine Rizzotto FSG Centro Universitário
  • Patricia Ribeiro Maia FSG Centro Universitário
  • Ana Lucia Hoefel FSG Centro Universitário

Resumo

INTRODUÇÃO/FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: A desnutrição intra hospitalar é uma realidade em nosso meio, manifestando por um lado, o perfil nutricional da população, e por outro, problemas nutricionais associados a processos patológicos (GARCIA, 2004). O cuidado nutricional de um paciente é parte integral de um bom tratamento clínico, tendo um custo benefício positivo (WAITZBERG, 2004). A ausência de uma avaliação adequada do estado nutricional do doente, que ingressa e permanece no hospital, impede e dificulta o diagnóstico clinico correto e o tratamento ideal. Se uma avaliação nutricional adequada não for realizada no momento da internação e durante a estadia hospitalar, os pacientes correm o risco de desnutrir ao longo do tempo, e os que já estavam desnutridos tendem a ter seu grau de desnutrição agravado durante a hospitalização (BARBOSA, 2002). Diante do exposto, o objetivo desse trabalho foi avaliar a prevalência de desnutrição nos pacientes internados. MATERIAL E MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, extensionista, com dados coletados de prontuários eletrônicos. Obteve-se dados referentes ao sexo, idade e Índice de Massa Corporal (IMC) dos pacientes internados. Foram selecionados em um único dia, todos os pacientes com dieta via oral exclusiva, internados nos setores abertos de um Hospital da Serra Gaúcha.  RESULTADOS E DISCUSSÕES: Obteve-se um total de 156 pacientes internados, com idade entre 22 e 89 anos. Destes, 86 eram mulheres e 70 homens, 110 eram idosos (idade acima de 60 anos). Do total da amostra observou-se um percentual de 15% (n=23) de desnutrição. A identificação precoce da desnutrição é de extrema importância, visto que esta situação interfere diretamente na morbidade e mortalidade dos pacientes (ANDRADE et al., 2005). Estudos demonstram associação entre o risco de desnutrição com a ocorrência de internação hospitalar em idosos (ROSA, et al., 2017), além disso, a permanência hospitalar por mais de 15 dias também ocorre em decorrência do estado nutricional depletado (FRAGAS, 2016). CONCLUSÃO: Obtivemos através da pesquisa um nível de desnutrição não muito elevado, comparado ao que se pode encontrar em ambiente hospitalar. O fato é que a desnutrição é recorrente no ambiente hospitalar, e os fatores associados à esta situação podem ser identificados no momento da admissão, garantindo um monitoramento adequado durante a internação hospitalar. Deste modo, uma execução mais efetiva dos programas de triagem e monitoramento nutricional é indispensável.

Biografia do Autor

Joana Zanotti, FSG Centro Universitário
Docente do Curso de Nutrição, FSG Centro Universitário
Elaine Rizzotto, FSG Centro Universitário
Graduando em Nutrição, FSG Centro Universitário
Patricia Ribeiro Maia, FSG Centro Universitário
Graduando em Nutrição, FSG Centro Universitário
Ana Lucia Hoefel, FSG Centro Universitário
Docente do Curso de Nutrição, FSG Centro Universitário
Publicado
2019-01-03
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Resumo Expandido