O PAPEL DAS MÍDIAS EDUCATIVAS NO DESENVOLVIMENTO DA APRENDIZAGEM

  • Anderson Silva de Brito da Silva
  • Danielle lima Moreira
  • Deise de Lima FSG
  • Fernanda Ricci
  • Raquel Ferreira da Rosa

Resumo

No contexto escolar, percebem-se inúmeras dificuldades de aprendizagem, dentre elas algumas na área de raciocínio lógico-matemático, especificamente, nas habilidades de aplicar as propriedades da multiplicação, na resolução de cálculos escritos, mentais ou aproximados. A discalculia, um distúrbio neurológico que afeta a habilidade com números e favorece o fracasso escolar, é uma das dificuldades presentes. A utilização das mídias educativas em sala de aula pode despertar maior interesse e envolvimento dos alunos, por ser uma atividade pedagógica lúdica e por trabalhar com recursos didáticos do cotidiano do estudante. Com o intuito de compreender melhor este assunto e elencar possíveis intervenções pedagógicas com o uso das mídias educacionais, nosso problema de pesquisa é: Como as mídias educativas podem colaborar para sanar ou diminuir as dificuldades de aprendizagem? O presente trabalho foi elaborado através de revisão bibliográfica, objetivando fazer uma associação do uso das mídias e rever novos métodos que sejam capazes de sanar ou minimizar as dificuldades de aprendizagem na matemática. Primeiramente, abordam-se as características das dificuldades de aprendizagem, em seguida a questão da discalculia e como se dá este processo neurologicamente. Depois, discute-se o que é tecnologia, seu uso no contexto de ensino-aprendizagem e os benefícios de sua utilização em sala de aula. O entendimento das dificuldades de aprendizagem, da discalculia e do uso das tecnologias para o auxílio na superação das mesmas é muito importante, pois faz-se necessário a busca por formas de intervenções pedagógicas que reflitam melhorias nos sintomas e características apresentadas no transtorno matemático abordado.

Publicado
2018-12-28