PREVALÊNCIA DE DISFUNÇÕES SEXUAIS FEMININAS – UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

  • Bruna Leite
  • Evelin Rigo
  • Huender José Cardoso de Miranda
  • Lidiane Barazzetti

Resumo

Introducao: Os transtornos da sexualidade resultam da combinação de fatores e englobam diversas condições, como as disfunções sexuais, as parafilias e os transtornos de identidade de gênero. Assim, a disfunção sexual é um bloqueio, total ou parcial, da resposta sexual normal. Objetivos. Realizar uma revisão sistemática da literatura sobre a prevalência das disfunções sexuais femininas em diferentes grupos de mulheres. Métodos. Para isso, foi realizada uma revisão da literatura, de artigos publicados entre 2012 e 2018, dos quais foram selecionados 10, indexados no SciELO, LILACS e EBSCo. Resultados. Dos 110 artigos encontrados, 10 atenderam aos critérios de inclusão. Em 9 artigos o teste utilizado para avaliação foi o Female Sexual Function Index (FSFI) e em outro foi utilizado o Arizona Sexual Exprerience Scale (ASEX). A variância de prevalência encontrada entre os estudos foi de 25% a 78% e as variáveis dependentes predominantes associados foram idade e menopausa. Conclusões. Com o alto nível de prevalência encontrado nos estudos, conclui-se que a disfunção sexual feminina está diretamente relacionada com outras alterações no organismo da mulher, devido ao envelhecimento ou a fatores externos, tanto físicos como psicológicos.

Publicado
2020-02-17
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Artigo Completo