DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA E UTOPIA

A PROPOSTA DA AGRICULTURA ORGÂNICA E O DIREITO AGROAMBIENTAL

  • Cleide Calgaro Universidade de Caxias do Sul
  • Giovani Orso Borile Universidade de Caxias do Sul
  • David Pretto Universidade de Caxias do Sul

Resumo

INTRODUÇÃO/FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: O presente estudo sintetiza uma série de pesquisas realizadas no âmbito do Direito Agroambiental e desenvolvimento agrário. A problemática que permeia o modelo agrícola atual, com ênfase no sistema brasileiro, de uma produção extremamente ligada ao uso de defensivos e agrotóxicos enseja a ponderação do problema sob o prisma da sobriedade. Apresentadas inúmeras propostas e políticas pela agricultura orgânica ou ecológica faz-se necessário analisar a conjuntura de um modo que se viabilize uma possível resolução de um dilema sempre atual. MATERIAL E MÉTODOS: Através de um processo de análise, interpretação e reflexão e ainda pela pesquisa bibliográfica, buscou-se entender o processo agroecológico atual. RESULTADOS E DISCUSSÕES: Uma vez que o modelo agrícola predominante no país trata-se de uma estrutura minifundiária e que os restantes latifúndios carecem de práticas específicas e diferenciadas daquelas ligadas ao processo familiar, surgindo assim propostas inovadoras e lesivas de desenvolvimento agrícola. CONCLUSÃO: Outrossim, cumpre ao Direito Agroambiental a tarefa de regulamentar o desenvolvimento agrícola nocivo e prejudicial e auxiliar nas proposições de resolução dos impasses que tendem a emergir na modernidade.

 

REFERÊNCIAS

 

AFONSO, C. M. Sustentabilidade: caminho ou utopia? São Paulo: Annablume, 2006.

 

ALVARENGA, O. M. Política e Direito Agroambiental. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1995.

 

ANDRADE, F. M. C.; CASALI, V. W. D. Homeopatia, agroecologia e sustentabilidade. Revista Brasileira de Agroecologia. v. 6, n. 1, p. 49-56, 2011. Disponível em: < http:// orgprints.org/23094/1/Andrade_Homeopatia.pdf>. Acesso em: 09 Ago. 2018.

 

AQUINO, A. M. de; ASSIS, R. L. de. Agroecologia: princípios e técnicas para uma agricultura orgânica sustentável. Brasília: Embrapa informação tecnológica, 2005.

 

ASSIS, R. L. de.; ROMEIRO, A. R. Agroecologia e agricultura orgânica: controvérsias e tendências. Desenvolvimento e meio ambiente, v. 6, 2002.

 

ASSIS, R. L. de. Desenvolvimento rural sustentável no Brasil: perspectivas a partir da integração de ações públicas e privadas com base na agroecologia. Economia Aplicada, v. 10, n. 1, pp. 75-89, 2006.

 

CAMPANHOLA, C.; VALARINI, P. J. A agricultura orgânica e seu potencial para o pequeno agricultor. Cadernos de Ciência & Tecnologia, v. 18, n. 3, p. 69-101, 2001.

 

DULLEY, R. D. Agricultura orgânica, biodinâmica, natural, agroecológica ou ecológica. Informações Econômicas, São Paulo, v. 33, n. 10, pp. 96-99, 2003.

 

FIRMINO, A. Agricultura Biológica: desafio e utopia duma medida agro-ambiental. Desenvolvimento Rural: desafio e utopia - Coordenado por Carminda Cavaco, CEG, UL, Lisboa. pp. 243-251, 1999.

 

MATTOS NETO, A. J. de. Curso de Direito Agroambiental Brasileiro. São Paulo: Saraiva, 2018.

 

SÁ, J. D. M. Perspectivas para o Direito Agroambiental a partir da noção de desenvolvimento rural. Revista de Direito Agrário e Agroambiental, v. 3, n. 1, pp. 62-77, 2017.

 

SILVA, L. O. Agricultura: utopia e práticas urbanas. Integração, São Paulo, ano XII, n. 46, 2006.

 

Biografia do Autor

Cleide Calgaro, Universidade de Caxias do Sul

Doutora em Ciências Sociais na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Pós-Doutorado em Filosofia e Pós-Doutoranda em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS. Mestre em Direito e em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul – UCS. Professora no Mestrado e na Graduação em Direito da Universidade de Caxias do Sul. Pesquisadora do Grupo de Pesquisa "Metamorfose Jurídica", vinculado ao Centro de Ciências Jurídicas e Mestrado em Direito da Universidade de Caxias do Sul (UCS)". CV: http://lattes.cnpq.br/8547639191475261. E-mail: ccalgaro1@hotmail.com 

Giovani Orso Borile, Universidade de Caxias do Sul

Doutorando em Direito pela UCS. Mestre em Direito Ambiental pela Universidade de Caxias do Sul – UCS. Bacharel em Direito pela Universidade de Caxias do Sul - UCS. Integrante do Grupo de Pesquisa "Metamorfose Jurídica". CV: http://lattes.cnpq.br/9063196599611399. E-mail: goborile@ucs.br

David Pretto, Universidade de Caxias do Sul

Bacharel em direito pela UCS

Publicado
2020-02-19
Seção
Ciências Jurídicas e Sociais - Resumo Expandido