FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DO PÉ DIABÉTICO E O PAPEL DA ENFERMAGEM

REVISÃO INTEGRATIVA

  • Angélica Provensi
  • Gabriele Blange da Silva
  • Gabriele Scapinelli Scopel
  • Jaqueline Michele Lamb
  • Joana Gazola Ziliotto Centro Universitário da Serra Gaúcha
  • Taline Bavaresco

Resumo

Introdução: “O pé diabético é o evento final das complicações crônicas do DM e incluiu vasculopatia e neuropatia diabética”. Essas complicações podem aparecer isoladas ou em conjunto e tornam os pés dos pacientes diabéticos mais vulneráveis a lesões significativas. Objetivo: Reconhecer os fatores de risco para o desenvolvimento do pé diabético e as formas de avaliação por parte da equipe de enfermagem. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa, realizada entre abril e junho de 2019, através de buscas nas bases de dados Medline, Scielo e Lilacs com os descritores Diabetes Mellitus e Pé Diabético, que finalizou com 22 artigos originais. Resultados: Ao final do processo de revisão foram encontrados nos artigos os principais fatores de risco para o desenvolvimento de pé diabético, formas para a atuação dos enfermeiros na avaliação dos pés de pacientes com DM e prevenção do pé diabético nos mesmos, além de medidas importantes de autocuidado com os pés e com a doença em geral para prevenção dessa complicação. Conclusão: Os fatores de risco mais encontrados foram idade avançada, baixa escolaridade, neuropatia diabética, uso de calçados inadequados e corte de unhas arredondadas. A enfermagem se destaca no quesito educação em saúde e nas orientações quanto aos cuidados e a motivação para a mudança comportamental com foco na melhora da qualidade de vida.

Publicado
2020-02-17
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Artigo Completo