QUALIDADE DE VIDA E DOR OSTEOMUSCULARES DE FUNCIONÁRIAS DE EMPRESA DE LIMPEZA NA CIDADE DE CAXIAS DO SUL

  • Kamilly Noronha da Silva
  • Francine Gonçalves Dallagnese
  • William Dhein
  • Renata D`Agostini Nicolini-Panisson Centro Universitário da Serra Gaúcha/ Professora Doutora Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Reabilitação
  • José Davi Oltramari

Resumo

INTRODUÇÃO:Grandes fatores da falta qualidade de vida do trabalhador ocorrem pela prevalência de LER/DORT, por repetitividade de movimentos, postura inadequada, o esforço físico, a pressão mecânica em determinados segmentos do corpo, impactos, vibrações e o trabalho muscular estático (ROSA et al, 2008). As afecções por LER/DORT podem acometer tendões, sinóvias, nervos, músculos, ligamentos de forma isolada ou associada, fáscias, principalmente nos membros superiores, região do pescoço e escapular, abrangendo sintomas clínicos caracterizados pela ocorrência de dor, parestesia, fadiga e de sensação de peso (AUGUSTO et al, 2008). Assim, o objetivo dessa pesquisa é identificar a qualidade de vida e dores osteomusculares de funcionárias de empresa de limpeza na cidade de Caxias do Sul. MATERIAL E MÉTODOS: Participaram do estudo 22 funcionárias limpeza e foram submetidas a coleta de ficha de avaliação referente a condições de saúde, os hábitos de vida e a prevalência de dores osteomusculares, ao instrumento do diagrama de Corlett e coletas realizado com o questionário do SF-36 para análise do estudo. RESULTADOS: Ao correlacionar a qualidade de vida (SF-36) com a escala de dor, pode-se observar diferença significativa no fator de limitação na dor e limitação no estado geral da saúde. Referente ao Diagrama de Corlett, a prevalência de extrema dor osteomuscular (n=5), as funcionárias obtiveram alterações em membros do hemicorpo direito, sendo de cervical, costas superior, braço, cotovelo, punho, respectivamente seguida em 9,1% de dor.CONCLUSÃO: Conclui-se que os trabalhadores apresentam desgaste físico para execução de suas atividades, sendo que essa situação pode predispor ao aumento da gravidade de dores e lesões musculoesquelética, devido à variedade de tarefas administradas.

Publicado
2020-02-19
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Resumo Expandido