LEGG PERTHES CALVÉ E AS DIFERENTES FORMAS DE INTERVIR FISIOTERAPÊUTICAMENTE

UMA REVISÃO

  • Isadora Rodrigues Schlichting
  • Marina Stoffels Betiatto
  • Renata D`Agostini Nicolini-Panisson Centro Universitário da Serra Gaúcha/ Professora Doutora Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Reabilitação
  • Alenia Varela Finger Minuscoli

Resumo

A doença de Legg-Calvé-Perthes é caracterizada pela necrose avascular da cabeça do fêmur. No momento não há consenso sobre qual a melhor maneira de tratar conservadoramente, mas segundo as pesquisas, o tratamento fisioterapêutico mostrou resultados em relação as técnicas para manter a morfologia da articulação coxofemoral, prevenir degeneração precoce, preservar a mobilidade articular e aliviar a dor. O objetivo deste estudo consiste em verificar os benefícios e malefícios diante das diversas formas de intervir através de técnicas fisioterapêuticas aplicadas em pacientes com a DLCP. Encontrou-se três artigos científicos de revisão sistemática de língua inglesa e portuguesa que trouxe informações e conhecimentos sobre tais intervenções. Observou-se uma escassez de estudos randomizados que abordam a intervenção fisioterapêutica. Porém, vale ressaltar que os poucos estudos encontrados trouxeram resultados e benefícios aos pacientes que foram avaliados, como ganho de ADM e força muscular no membro acometido.

Publicado
2020-02-17
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Artigo Completo