ABORDAGEM NÃO CIRÚRGICA NO TRATAMENTO DE PERFURAÇÃO RADICULAR COM EMPREGO DO MTA COMO MATERIAL SELADOR

  • Marília Guerra Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Paulo Roberto Zanettini FSG Centro Universitário

Resumo

INTRODUÇÃO/FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA: No decorrer do tratamento endodôntico, podemos nos deparar com um acidente, a perfuração radicular. A perfuração é definida como uma comunicação artificial entre o elemento dental e os tecidos periradiculares. A injúria pode ser de origem patológica ou iatrogênica (ESTRELA et al. 2018). Quando causada ao decorrer do tratamento endodôntico o paciente pode relatar sintomas como dor aguda, e o cirurgião-dentista observar presença de sangramento excessivo vindo do canal radicular e perda da resistência do instrumento (TSESIS e FUSS, 2006). Quando ocorrida a algum tempo, pode apresentar radiograficamente uma área radiolúcida na localização da perfuração, por perda de tecido ósseo de suporte (PATEL e DUNCAN, 2011). Atualmente existem técnicas diversas e materiais disponíveis para o selamento destas perfurações.  A técnica preconizada como primeira escolha é a técnica por meio não cirúrgico, embora, quando a sua capacidade de selamento não for ideal, opta-se pelo meio cirúrgico (SENTHILKUMAR e SUBBARAO, 2017). O material de escolha para selar a cavidade deve ser biocompatível, não reabsorvível e promover um selamento hermético da perfuração (MARION, 2013). O MTA tem se mostrado um material eficiente para vedar perfurações radiculares, mesmo quando as cavidades se encontram úmidas e com presença de sangue (LOPES e SIQUEIRA, 2015). O presente estudo tem por objetivo realizar um relato de prontuário, de um caso de perfuração radicular, tratado por via endodôntica com o emprego do MTA como material selador.  MATERIAL E MÉTODOS: Após a aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa, serão analisados prontuários de pacientes que foram atendidos na Clínica de Odontologia do Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG, no período de 2019 e 2020. Dentre os prontuários analisados, será selecionado para o estudo um prontuário, de um paciente com idade igual ou superior a 18 anos, de qualquer raça ou sexo. O paciente deverá ter realizado na clínica um procedimento não cirúrgico, para o tratamento de perfuração radicular, em pelo menos um de seus elementos dentais, com o emprego do MTA como material selador. RESULTADOS E DISCUSSÕES: O resultado esperado para o presente estudo é verificar a capacidade de selamento do material selador MTA.
Publicado
2021-03-16
Seção
Saúde e Ciências Agroveterinárias - Resumo Expandido