ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRO DA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DO INSTITUTO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE CURITIBA

Andrea Traub, Anderson Catapan, Ana Paula Myszczuk

Resumo


As escolas de governo são instituições criadas para formar e capacitar servidores públicos, a fim de que estes desenvolvam a capacidade técnica indispensável para garantir a implementação das políticas públicas e uma prestação de serviços públicos de qualidade.  A sua estrutura organizacional está relacionada a secretaria ou órgão mantenedor a qual está vinculada, sendo relevante a capacidade deste em exercer influência, poder administrativo, sustentabilidade financeira e econômica para gerir as ações de formação e capacitação. Assim, este estudo tem o propósito de analisar o contexto econômico-financeiro de uma escola de governo e seu mantenedor, no que diz respeito a capacidade e sustentabilidade financeira, considerando que a capacidade financeira de um determina a sustentabilidade do outro. A relevância do estudo fundamenta-se em estimar perspectivas e refletir sobre o desempenho econômico-financeiro de uma escola de governo, visando a proposição de alternativas que possibilitem a sua longevidade e sustentabilidade. Deste modo, o objeto deste estudo é a Escola de Administração Pública (EAP), mantida pelo Instituto Municipal de Administração Pública (IMAP), autarquia da Prefeitura Municipal de Curitiba. Com base nos resultados apresentados, considera-se que o IMAP é uma instituição sólida do ponto de vista econômico-financeiro e dá condições de sustentabilidade para a EAP, embora esta tenha que repensar alternativas para ampliar a sua sustentabilidade e longevidade. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.