ANÁLISE COMPARATIVA DA CONDIÇÃO FINANCEIRA DO ESTADO DE PERNAMBUCO COM OS ENTES FEDERATIVOS QUE DECRETARAM CALAMIDADE FINANCEIRA

Rodrigo Cabral de Santana, Wanderson Wanderley das Chagas, José Jonas Alves Correia, Andreza Cristiane Silva de Lima

Resumo


Este estudo tem como objetivo realizar uma análise comparativa da condição financeira do Estado de Pernambuco com os Estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, os quais decretaram situação de “calamidade financeira” em 2016. Para o alcance desta proposta, realizou-se uma pesquisa empregando os indicadores propostos por Wang, Denis e Tu (2007), os quais procuraram estudar a condição financeira governamental sob quatro perspectivas: solvência de caixa, solvência orçamentária, solvência de longo prazo e solvência do nível de serviços. Com uma abordagem quantitativa, a análise se deu por meio da estatística descritiva, a fim de traçar o comparativo do nível das finanças públicas do Estado de Pernambuco com os três entes estaduais com deficiência financeira. Os principais achados mostram que, dentre os fatores que mais influenciaram a condição financeira dos Estados está a solvência de caixa e as obrigações de longo prazo, que comprometem os ativos governamentais. Pela investigação, depreende-se que o Estado de Pernambuco mesmo apresentando deficiência em alguns indicadores ao longo do período estudado, apresenta capacidade financeira frente aos Estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.