COMPETITIVIDADE, GOVERNANÇA E RELEVÂNCIA DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL: Uma Análise do Mercado Brasileiro versus o Norte-Americano.

Samuel Lyncon Leandro de Lima, Adhmir Renan Voltolini Gomes, Anna Caroline Priebe, Denis Dall'Asta, Gilmar Ribeiro de Mello

Resumo


O objetivo da pesquisa foi analisar o comportamento da qualidade da informação contábil brasileira versus a norte americana sobre a perspectiva da relevância. Dessa forma, a pesquisa foi fundamentada nos aspectos relacionados à qualidade da informação contábil e a competitividade de mercado. Para mensuração da competitividade de mercado foi utilizado o índice Herfindahl e, para governança, no mercado brasileiro foi utilizado o Índice de Governança Corporativa Trade e para o norte-americano o Standard & Poor’s 500. A pesquisa caracteriza-se por um estudo experimental com abordagem quantitativa. Diante disso, foram coletados dados referentes 180 empresas brasileiras e 1.017 empresas norte americanas. Quanto ao recorte temporal, foi delimitado o período de dezembro de 2016 a abril de 2017. Para análise dos dados foi empregado o método da regressão logística. Com isso, os resultados encontrados questionam a eficiência do mercado de capitais brasileiro, uma vez que o tanto conteúdo informacional do lucro líquido por ação (LPA) e quanto o conteúdo informacional do Patrimônio Líquido por Ação (PLA) não obtiveram influência, ou seja, foram irrelevantes para determinar o preço dos ativos. Assim, verificou-se que os investidores não são capazes, ou detêm uma resposta lenta sobre as informações das companhias. Esse fato pode ser revertido com a mudança cultural do investidor brasileiro, tanto para a escolha do tipo de investimento quanto para familiaridade com as informações contábeis.  Conclui-se que o mercado brasileiro demonstrou-se ineficiente para avaliar e reagir à informação contábil, assim, frente ao mercado de capitais norte-americano ainda tem muito a evoluir.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.